Uma Gota no Ecossistema

Gota

Pequenos Cientistas de 5 anos seguem o percurso de uma Gota de Água.

Amélia Saraiva Concolino, coordenadora do projeto, as educadoras Tânia Miranda e Teresa Ribeiro, o professor Luís Pedro Madeira e o Cientista António Piedade são os elementos da equipa que juntamente com 53 alunos finalistas da pré-escolar (5/6 anos), deram inspiração científica ao projeto “Uma Gota no Ecossistema”.

Uma Gota no Ecossistema

Inserido no Prémio Fundação Ilídio Pinho – Ciência na Escola, apresenta-se, agora como candidato a projeto finalista.

O projeto teve início com uma pergunta feita por uma aluna em contexto de sala de aula, quando a docente apresentava o ciclo da água: Se a água do mar é salgada, porque que é que a da chuva não é?

A partir da questão formulada, planeou-se um conjunto de atividades com vista quer à sua resposta concreta, quer à exploração da temática da gestão da qualidade da água e dos recursos hídricos.

Poster - Uma Gota no Ecosistema

(para obter o poster no tamanho original, clique aqui)

Toda a comunidade escolar foi informada e envolvida no desenvolvimento do projeto, foram também integradas participações e colaborações de diversas instituições e empresas da cidade, no sentido de encontrar respostas e soluções para as questões e problemas que foram sendo enunciados no decorrer desta iniciativa.

Diferentes atividades foram efetuadas e abordadas através de metodologias experimentais científicas. Foi simulada uma salina, foram recolhidas amostras de água, proveniente de origens diversificadas no ecossistema definido como sendo a cidade de Coimbra, foi efetuada a observação microscópica de cada uma das amostras de água recolhidas pelos alunos e suas famílias, foi feita a medição da acidez e conteúdo em sais das mesmas.

Todas as recolhas de água foram devidamente rotuladas. As observações foram registadas e documentadas em tabelas elaboradas para este efeito.

Foram realizadas visitas a institutos e centros de investigação relacionados com a gestão e estudo da água, com o objetivo de obter respostas nos lugares de saber e de descoberta. Os processos envolvidos com a captação, distribuição e tratamento das águas para abastecimento público foram observados e discutidos junto das instituições e empresas responsáveis, na cidade de Coimbra e Região Centro.

Um inquérito de opinião foi entregue às famílias dos alunos do qual se obteve uma amostragem significativa (98,9 % de inquéritos respondidos) sobre a qualidade da água utilizada para consumo no passado, presente e futuro.

A dinâmica e interação verificada entre os intervenientes na execução e desenvolvimento deste projeto resultou na produção de vários conteúdos que ficam para uso futuro. São exemplo maior disso uma fábula sobre uma gota de água, um poster com os resultados obtidos, uma canção sobre a temática da gota no ecossistema, um filme que reporta as várias etapas do projeto.

Como expoente máximo resultou a consciencialização, por parte dos alunos, que nem toda a água que está ao nosso alcance é própria para consumo do ser humano, plantas e animais. 

Interiorizaram ainda que quando esta se apresenta imprópria pode ser tratada de diversas formas e por várias instituições.

Verificou-se também a importância da vegetação como meio de purificação da água, pois funciona como uma espécie de filtro. Solos mais ricos em vegetação, melhor qualidade da água nos aquíferos.

Refere-se a mais-valia que resultou da assimilação concreta por parte dos alunos, corpo docente e restante comunidade escolar, de novos conhecimentos, através da resolução de problemas pela utilização do método experimental científico. Não menos importante foi a sinergia que resultou da interação entre a escola e as diversas instituições e empresas que colaboraram neste projeto, nomeadamente, Câmara Municipal de Coimbra, Instituto Geofísico da Universidade Coimbra ,  Departamento de Química da Universidade de Coimbra , Águas de Coimbra , ERSUC , ETAR , Famílias dos alunos , Professor Drº Osmar Klauberg e Dr. Rui Canelas .

É de salientar o empenho e a visão da Fundação Ilídio Pinho, mais precisamente na pessoa do seu mentor e fundador Dr. Ilídio Pinho revelando uma sensível preocupação com a introdução do método experimental cientifico nos níveis de escolaridade básico e secundário e que se traduz numa mais valia na promoção para a Cidadania e atitude Democrática.

 Para a Direção Regional de Educação do Centro ( Drec ) vai uma menção Honrosa pela condução e persecução que empresta a tão valioso projeto bem como para o Ministério da Educação por todo o apoio.

“ …CADA GOTA É UM BARCO, MAS HÁ BARCOS QUE ANDAM NAS GOTAS…”